Pular para opções de acessibilidadePular para o menu principalPular para o conteúdoPular para o rodapé

PODIA SER HOJE!

08.12.2023

Obra “1984”, de George Orwell, faz um retrato dos desafios da sociedade contemporânea em tempos de intolerância

O escritor George Orwell (pseudônimo de Eric Arthur Blair) provavelmente não previu o extraordinário sucesso que suas obras fariam quase um século depois de seus lançamentos, uma vez que tão bem antecipou a realidade de controle e autoritarismo nas sociedades contemporâneas.

Algumas de suas obras mais populares, como a “A revolução dos bichos” e “1984”, trazem o tema dos sistemas totalitários de governo sustentados pela falta de liberdade, pela cultura do medo e a distorção de informações.

Em maio de 2022, a primeira obra (“A revolução dos bichos”) foi objeto de leitura e discusão no Clube de Leitura Gato Preto, e despertou um debate acalorado, que ressaltou o quanto essa temática é atual e relevante.

Recentemente, em novembro deste ano, foi a vez do segundo título (“1984”) suscitar novas conversas acaloradas, reafirmando a importância do trabalho do autor para o entedimento dos problemas multifacetados do mundo moderno.

O livro da vez: “1984”

Lançado em 1949, “1984” previa um futuro sombrio e opressor para Londres, uma nação governada por um regime autoritário e controlador por meio da figura onipresente do “Big Brother”, amplamente conhecido na contemporaneidade como um símbolo de monitoramento do Estado, sinalizando a atualidade e o sucesso da obra.

“Angustiante porque é uma analogia do nosso presente. O que me chamou atenção é como os sentimentos de ódio e vingança, por exemplo, são incentivados e normalizados”, comenta Eneida Ribeiro, uma das clubistas que participou via chat do encontro sobre o livro. “Impossível não mudar de pensamento após essa leitura. Um verdadeiro “acorda” para algumas mentalidades. Maravilhoso e soberbo”, completa Ester de Jesus sobre as reflexões que a obra provoca.

Originalmente foi escrito como uma crítica mordaz e direta ao controle e à falta de liberdade do comunismo; nos dias atuais, essa forma de governar é praticada também por regimes capitalistas, utilizando como recursos o extraordinário avanço global da tecnologia e a propagação das redes sociais, que facilitam a propaganda ideológica e a disseminação de visões enviesadas dos fatos.

“Esse livro é maravilhoso e permite várias análises para a atualidade”, ressalta Sueli de Fátima, clubista que também participou de forma ativa no chat do encontro.

Sobre o autor

George Orwell (1903-1950) nasceu na Índia e faleceu na Inglaterra. Morou a maior parte de sua vida em Londres, capital inglesa. Ao longo de sua trajetória, atuou na Polícia Imperial Indiana, na Birmânia, e lutou ao lado dos republicanos na Guerra Civil Espanhola. Foi aí que conheceu de perto o regime totalitário de Stalin – oposto ao socialismo democrático que defendia. E também foi membro e militante do Partido Independente.

Suas obras mais conhecidas e importantes, “A revolução dos bichos” e “1984”, podem ser consideradas libelos do ideal de igualdade e liberdade que defendia.

Quer conferir mais detalhes sobre a obra e o autor? Solta o play e confira a íntegra do encontro do Clube de Leitura Gato Preto, que fechou o ano de 2023 com chave de ouro!

Gostou dessa notícia?